domingo, 8 de fevereiro de 2009

Tudo ao contrário



Ver tudo ao contrario
Atrofiar com o mundo
E sem querer, querer tudo

Acender uma pequena chama
Com o bafo de um simples sopro
E alimentar-me só de fogo

Sentir um ardor, mas sem dor
Que apazigua nestas linhas
Por onde passam as letras rainhas

E lá no fundo nada sentir
E lá mais no fundo sentir só isto
Não saber se o continuo, ou se desisto

Mas isto está entranhado
Isto acaba mas não finda
E só Deus sabe o que vem ainda

Os meus passos são o caminho
Que seguem na estrada da vida, perdidos
No seu lento andar de si esquecidos

Eu sou mas o quê não sei
E se eu não o sei, quem o poderá saber?
Se de tudo o mais certo e só morrer

Então vou, mas vou sem andar
E sem nunca lá chegar, só vejo a meta
E talvez eu morra sem ser poeta

Isto não é um desejo
É apenas um buraco no asfalto
Onde para não cair, salto

6 comentários:

  1. No castelo
    Das expressões,
    Estas palavras
    Sobrevoam
    O mundo inteiro…
    Acorrenta e entoam
    Paz aos corações
    E aqui
    Ao lê-las…
    Ficarei prisioneiro

    Uma semana carregada
    De saúde,
    Paz…
    E muito amor.

    O eterno abraço…

    -MANZAS-

    ResponderEliminar
  2. No castelo
    Das expressões,
    Estas palavras
    Sobrevoam
    O mundo inteiro…
    Acorrenta e entoam
    Paz aos corações
    E aqui
    Ao lê-las…
    Ficarei prisioneiro

    Uma semana carregada
    De saúde,
    Paz…
    E muito amor.

    O eterno abraço…

    -MANZAS-

    ResponderEliminar
  3. Bom dia Poeta!
    Eu poderia entra aqui e lhe desejar apenas um dia bom! Mas meu coração deseja ao seu muito mais, ele espera que este seja um dia de vitórias e realizações.
    Que ao terminar o dia, o saldo seja positivo e o seu coração pulse agradecido por ter tido um dia feliz!

    Um abraço carinhoso

    ResponderEliminar
  4. O encanto da vida está em não sabermos qual é o fim.
    Um beijo beirão.
    ASS: MARIA

    ResponderEliminar
  5. Eiii! Bom domingo!
    Conhecendo seu espaço agorinha...

    Sabe de uma coisa? A vida é construída bem debaixo dos nossos pés. Só que para isso precisamos caminhar, passo a passo!
    Onde vamos chegar? Não sei... Minha única certeza é que quero continuar andando!

    Abraços de LUz

    ResponderEliminar
  6. ..."E sem nunca lá chegar, só vejo a meta
    E talvez eu morra sem ser poeta"

    AH...isso é que não. POETA, Sim senhor. Domador de palavras, ....que os sentimentos não há quem os consiga ladear.


    Com admiração
    BShell

    ResponderEliminar